sexta-feira, 14 de março de 2014

Sebastião e Lélia Salgado destacam importância das lutas sócio-ambientais

Foto Leonardo Contursi/CMPA
Sebastião Salgado é Cidadão de Porto Alegre 

Homenagem de Sofia Cavedon foi realizada nesta sexta-feira 

A Câmara Municipal de Porto Alegre entregou, nesta sexta-feira (14/3), o título de Cidadão de Porto Alegre ao fotojornalista Sebastião Ribeiro Salgado Júnior e o Diploma de Honra ao Mérito a Lélia Salgado, esposa e curadora das exposições e livros do fotógrafo. As homenagens foram propostas pela vereadora Sofia Cavedon (PT).

Foto Mario Pepo
Sofia parabenizou Sebastião Salgado e Lélia e lembrou do histórico militante político e ambiental do casal. “Essa Casa reconhece o que a cidade já sabe”, disse a vereadora, que ainda afirmou ser uma honra reconhecer o trabalho de Lélia no mês das mulheres. “Reconhecer seu trabalho de curadora, arquiteta e designer, é desvelar o papel fundamental que as mulheres realizam, sua competência e contribuição de construção de humanidade”, salientou a parlamentar.

Sofia destacou ainda “que o olhar amoroso e competente de Sebastião Salgado, não é apenas constatador. Ao capturar a imagem de uma criança subnutrida da África, de um refugiado ou mutilado de guerra, a expressão de um animal acuado ou uma paisagem degradada pela ação humana, a lente de amor do fotógrafo e a sensível e competente direção de Lelia, denunciam um sistema político e econômico hegemônico que impede a realização plena da existência humana e despertam, em cada vez mais pessoas, a consciência urgente da construção de um mundo melhor, no caminho da paz e da dignidade humana”. 

Foto Francielle Caetano/CMPA
Durante as falas, os homenageados lembraram da importância de suas lutas ambientais e sociais. “Temos preocupação com o futuro do planeta e da humanidade”, falou Lélia, que junto com Sebastião Salgado, desde os anos 90, trabalham num projeto de recuperação de Mata Atlântica no vale do Rio Doce em Minas Gerais, onde já foram plantadas quase um milhão e meio de árvores. No mesmo ano, criaram a ONG Instituto Terra que tem como objetivo principal a recuperação e a preservação da floresta, educação ambiental e desenvolvimento sustentável, da qual ela é a presidente.

Foto Francielle Caetano/CMPA
Sebastião Salgado lembrou das conquistas históricas do Rio Grande do Sul e do crescimento que o Estado e o Brasil tiveram nos últimos anos. “Ter o nosso nome ligado a Porto Alegre é muito importante”, afirmou. Sebastião ainda contou sobre seu próximo trabalho, envolvendo as populações indígenas brasileiras, e reivindicou a proteção das terras dos índios do país. “Quero, com o meu trabalho fotográfico, homenagear essas populações.” O fotógrafo destacou ainda a sua dedicação às questões sociais, seu envolvimento com projetos de conscientização, de revitalização de rios e vegetação e da necessidade de preservar o local onde se vive.

Estavam presentes na cerimônia o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, e o deputado Raul Pont (PT) representando a Assembleia Legislativa.

Foto Leonardo Contursi/CMPA
Sebastião Salgado tornou-se fotojornalista em 1973, após fazer sua primeira sessão de fotos em viagem à África com a esposa, Lelia Salgado. O fotógrafo também estudou Economia na Universidade de São Paulo (USP) e fez seu doutorado na área em 1969, na França, país onde recebeu asilo político durante a ditadura. Sebastião é conhecido por seus trabalhos de cunho social, tendo publicado livros como Outras Américas – que retrata a pobreza do continente Americano – e Trabalhadores Rurais - resultado de uma documentação do trabalho manual em todo o mundo. O seu trabalho mais atual, Gênesis, está em exposição até 12 de maio na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre.

Com informações do Portal da CMPA.