sábado, 30 de junho de 2012

Zulke é o candidato da Frente Popular em São Leopoldo

foto divulgação SC
Na tarde deste sábado (30/6) a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) prestigiou o companheiro Ronaldo Zulke (PT), no ato político de homologação da sua candidatura a Prefeito de São Leopoldo pela Frente Popular, que tem seu vice do PSB, Guerino Roso.

Com o Clube Sociedade Ipiranga lotado, Zulke contou como sua história de vida está ligada à luta do movimento dos professores e dos sindicatos e da construção do município.

O ato contou também com a presença do governador Tarso Genro.

Risoto Solidário beneficia mais de 300 crianças e adolescentes PCDs

foto divulgação SC
Apoiadora da causa, a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) participou mais uma vez do Risoto Solidário promovido pela Kinder – Centro de Integração da Criança Especial, realizado na noite desta sexta-feira (29/6).

A 4º edição do Projeto Risoto Solidário no Art Cooks Bistrô e Eventos, tem a renda destinada para manutenção da Instituição que atende mais de 300 bebês, crianças e adolescentes com deficiências múltiplas.

foto divulgação SC
Para Sofia a educação e reabilitação de meninos e meninas com deficiência promovida pela entidade é uma bela causa. “São mulheres guerreiras, como Zélia Farenzena, conselheira da Kinder e organizadora do projeto, que comemorou neste dia os seus 70 anos de vida e luta”, salienta a vereadora.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Jacques Alfonsin é homenageado pelo MP gaúcho

foto divulgação SC
A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) prestigiou na tarde desta sexta-feira (29/6) a homenagem prestada ao procurador aposentado do Estado, Jacques Alfonsin, feita pelo Ministério Público (MP), que lhe concedeu a Ordem do Mérito, Grau Comendador, por relevantes serviços prestados ao MP gaúcho.

Para Sofia, Jacques Alfonsin, além de ser um dedicado defensor dos movimentos populares no seu direito à moradia, “é o nosso advogado popular, professor de muitos”, destacou a vereadora.

A solenidade foi no auditório Mondercil Paulo de Moraes (Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, 80, 3° andar), em Porto Alegre. “É uma homenagem que, entendo, deve ser transferida, inteira, para o povo ao qual servimos e pelo qual lutamos”, diz Alfonsin.

Com informações do RS Urgente (Marco Aurélio Weissheimer)

Banda Ecos faz abertura de Seminário

foto divulgação SC
Banda Ecos, formada por crianças e adolescentes do Centro Social Marista da Vila Santa Terezinha, se apresentando no Seminário Direitos Humanos e Educação Popular, da Comissão de Direitos Humanos, mostra que o SASE - atendimento extraclasse - produz arte e transforma a vida. É atendimento feito pelas Entidades Comunitárias como as Creches, que entre ontem (28) e hoje (29/6) receberam, finalmente, os recursos da Câmara pulsos em 2011: mais de 200 instituições beneficiadas!” – Sofia Cavedon 

Seminário

Representantes de entidades e da comunidade participaram na tarde desta sexta-feira (29/6), no Auditório Ana Terra da Câmara Municipal de Porto Alegre, da abertura do Seminário Direitos Humanos e Educação Popular: uma proposta de transformação social, promovido pela Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh).

Saiba mais no Portal da CMPA.

As cores contra a Homofobia, as luzes pelo Orgulho LGBT

Com Maria Berenice Dias
A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) participou na noite desta quinta-feira (28/6) da Caminhada Iluminada na Redenção, promovida pela movimento LGBT da capital, que marcou o Dia Mundial do Orgulho Gay em Porto Alegre.

Sofia também deu seu apoio à luta pelo direito à diversidade, assinando a iniciativa da advogada especializada em Direito Homoafetivo, Maria Berenice Dias, que está acolhendo adesões a iniciativa popular pela aprovação do Estatuto da Diversidade Sexual.

Com Diego Severo, do Somos
Participaram da caminhada os grupos Nuances, Somos, Igualdade e a Liga Brasileira de Lésbicas. Além do Monumento ao Expedicionário no Parque Farroupilha, o Palácio Piratini e o prédio do Centro Administrativo de Porto Alegre receberam iluminação especial nesta noite com as cores do arco-íris, as mesmas que representam o movimento LGBT.

Assine você também: 
"Eu sou diversidade! Todo mundo é igual, todo mundo é diferente, todo mundo é gente!
Petição pública online: http://bit.ly/IYDpuG
Curta e compartilhe no Facebook: http://www.facebook.com/estatutodiversidade 
Também imprima os formulários e saia em busca de mais assinaturas.
Detalhes no site Direito Homoafetivo.

Recanto dos Gaudérios – Prefeitura tem que apresentar plano de assentamento

foto divulgação SC
Audiência no Ministério Público Estadual tratou nesta quinta-feira (28/6) da situação das cerca de 200 famílias da comunidade Recanto dos Gaudérios, Belém Velho, que vivem a incerteza de onde irão morar.

Na reunião ficou acordado com o governo municipal tem 180 dias para apresentar um plano de assentamento no local ou em outro, uma vez que há recursos gravados no Orçamento Participativo (OP) para a sua realização.

A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA), que acompanha a comunidade na sua luta, celebrou a decisão encaminhada pelo promotor Luciano Brasil, da Promotoria de Justiça e Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público Estadual. “Mais um passo na luta por moradia!”, disse ela.

foto cristine rochol/pmpa 
Os moradores do Recanto dos Gaudérios, há cinco anos vivem o drama de não saberem para onde vão, pois a Prefeitura não agiliza a procura de área para a realocação das faílias, mesmo tendo recursos definidos no Plano de Investimentos (PI) do OP. A área onde residem está com um pedido de reintegração de posse, imputado pelos proprietários da área , a Massa Falida Marsiaj Oliveira e credores.

Veja também:
26 de agosto de 2011
Recanto dos Gaudérios conquista suspensão de reintegração de posse
12 de agosto de 2011
Reintegração de posse da área do Recanto dos Gaudérios deve ser suspensa

Neste Sábado - Oficina das Arpilleras - Tecendo a mudança da vida e da política

Durante as ditaduras militares na América Latina, o sofrimento imposto às mulheres criou inúmeras formas de resistência. Diante da dor e da censura, o protagonismo das mulheres foi fundamental não apenas para (re)construir a democracia, mas para manter viva a história das lutas que travaram.

 Através da Marcha Mundial das Mulheres conhecemos a arte das Arpilleras**, desenvolvida pelas chilenas. Essa técnica têxtil possui raízes numa antiga tradição popular e foi iniciada por um grupo de bordadeiras de Isla Negra, localizada no litoral central chileno. Assim, através do trabalho manual, envolvendo costura e reaproveitamento de materiais, essas mulheres criam uma forma peculiar de comunicar e resistir.

Para revigorar este espírito de resistência e superação, queremos contar mais sobre essas experiências. Inspirado nessa técnica e homenageando as brasileiras que lutaram pela democracia durante os Anos de Chumbo no Brasil, propomos a realização de oficina utilizando técnicas similares.

Oficina: tecendo a mudança da vida e da política 
Com a presença e debate do mandato da companheira Sofia Cavedon
Dia 30 de junho (Sábado) - das 9h30min às 12h 
Na Sebastião Leão, 213 - Cidade Baixa 

Queremos aprender um pouco desta técnica das Arpilleras**, transformando peças de roupas que expressam este sentido: o da resistência!

Programação: 
- Apresentação da história das Arpilleras** da Resistência Política Chilena (ppt)
- Oficina de Arpillera** (traga uma camiseta usada- de preferência uma que signifique uma campanha, uma luta, uma resistência - pois iremos customizá-las utilizando um pouco desta técnica)
Atenção: Traga agulha, linhas, retalhos, tesouras e o que mais sua criatividade mandar.

** Arpillera é uma técnica têxtil chilena que possui raízes numa antiga tradição popular iniciada por um grupo de bordadeiras de Isla Negra, localizada no litoral central chileno. A conhecida folclorista Violeta Parra ajudou a difundir este trabalho artesanal, e expôs uma série de arpilleras no Pavilhão Marsan do Museu de Artes Decorativas do Louvre, em 1964, tendo achado nesta técnica ”uma linguagem para poder transmitir histórias, sonhos e conceitos”.

Saiba mais ...
Fotos dos trabalhos
Oficina realizada pela Marcha Mundial das Mulheres

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Sindicância da Smed não se justifica

Simpa e Atempa exigem o arquivamento do processo contra 8 diretores de escolas

foto mario pepo
A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) levou seu apoio na manhã desta quinta-feira (28/6) aos diretores de escola do município de Porto Alegre que estão sofrendo sindicância da Smed após terem participado do Dia de Paralisação dos Municipários, realizado no dia 22 de maio.

Conforme Sofia, a medida não se justifica após o governo ter negociado com a categoria o dia parado. “Sindicância na Rede Municipal sempre foi para situações de gravidade e prejuízo ao serviço público, aplicadas assim como o governo municipal está fazendo, parece punição”, destaca a vereadora.

O Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) exigiu o arquivamento do processo de sindicância contra oito diretores de escola. Através de um documento entregue ao Executivo, o Sindicato denunciou o abuso de poder e as atitudes da secretária Cleci Jurach que ferem a Gestão Democrática.

O documento foi entregue ao secretário Cesar Busatto. A mobilização contou com a participação de aproximadamente 120 trabalhadores e ocupou a recepção do Gabinete do Prefeito.

Veja a íntegra do documento no Portal do Simpa

Veja também: 
22 de junho de 2012
Repúdio a sindicância da Smed

Estudantes da Ufrgs pedem nova linha Campus-Bento

foto divulgação SC
Acompanhando os estudantes da Ufrgs, que promovem uma campanha para a criação de uma nova linha de transporte coletivo alternativa a linha Agronomia 3751 que nos horários mais necessários fica superlotada, a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) participou na manhã desta quinta-feira (28/6) da apresentação da proposta para a EPTC.

foto angelisa silveira
Sofia, que após a solicitação dos estudantes, através de Jessé Ventura, vistoriou a linha no início do mês constatando as denúncias dos alunos da Ufgrs, que muitas vezes perdem as provas devido ao atraso nos horários, provocados pela superlotação dos ônibus.

No encontro, Jessé, Lisiane e Laura explicaram o tamanho do bairro Vila Isabel e necessidade de acesso aos ônibus. Jessé protocolou em marços deste ano, na EPTC, documento com 1.523 assinaturas de estudantes e servidores da universidade, bem como de trabalhadores que se utilizam do terminal de ônibus do Campus do Vale, para a criação de uma nova linha de ônibus. “Sugerimos a denominação da linha de Campus-Bento”, diz o estudante. O itinerário proposto, segundo ele, é Campus do Vale - Av. Bento Gonçalves – Av. João Pessoa - Av. Salgado Filho - voltando pela Av. Salgado Filho - Av. João Pessoa - Av. Bento Gonçalves - Campus do Vale.

A ideia desta linha, afirmam os estudantes, é que ela sirva como mais uma alternativa de transporte entre o Campus do Vale e o Campus do Centro e também que sirva de suporte à linha 3751/Agronomia. “O Agronomia, como muitos sabem, costuma estar super lotado, especialmente em determinados horários. A ideia é diminuir o percurso e consequentemente o tempo e dando mais uma alternativa ao transporte público de Porto Alegre”, destacou Jessé.

O andamento do processo pode ser acompanhado pelo site www.portoalegre.rs.gov.br/gpa/. O protocolo da solicitação é: 008.001553.12.7

Veja também:
06 de junho de 2012
De Olho no Transporte Coletivo – Linha Agronomia 3751

Com informações da Comunidade Ufrgs/Orkut

Coisas do Coração...

Veja alguns dos momentos do Sarau Coisas do Coração, promovido pelo mandato da vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA), realizado nesta quarta-feira (27/6) no Café dos Cataventos da Casa de Cultura Mário Quintana.
Click to play this Smilebox slideshow
Create your own slideshow - Powered by Smilebox
Personalize a slideshow design

Também veja um pouco das versões do coração que exploramos ontem. Organizado por Eugênio, cartunista. E segue na Casa de Cultura Mario Quintana a exposição dos cartoons! 

Luzes da Cidadania na Redenção nesta quinta

foto rodrigo bragaglia
Dia Internacional do Orgulho Gay e Marcha Lésbica de Porto Alegre

Luzes da Cidadania: movimento LGBT de Porto Alegre organiza ato para marcar o Dia Internacional do Orgulho Gay

Na quinta-feira, 28 de junho, é comemorado o Dia Internacional do Orgulho Gay. Para marcar presença na data, os grupos SOMOS, Nuances, Igualdade e Liga Brasileira de Lésbicas organizaram a manifestação Luzes da Cidadania, no Parque Farroupilha (Redenção).

A partir das 19h desta quintaos manifestantes caminharão pelo parque, ocupando a capital gaúcha com luzes e cores. Participe! Traga suas lanternas, luzes e cores para afirmar e lutar por seus direitos! A concentração é a partir das 19h,  em frente ao Monumento ao Expedicionário, na Redenção

Marque a data também durante o dia, pendurando panos coloridos em sua janela ou porta! 

Confirme sua presença e saiba mais na página do evento no Facebook

Fonte: Somos e Liga Brasileira de Lésbicas/RS

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sofia participa de ato que marca prédio de tortura na ditadura militar

foto divulgação SC
Quando passares por este adesivo, lembra de tantos que deram a vida, foram humilhados e exilados lutando pela democracia!” Sofia Cavedon 

A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) participou nesta quarta-feira (27/6) do ato público de reconhecimento do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) como local de tortura e morte durante o regime militar na Capital, promovido pelo Comitê Carlos de Ré, da Verdade e da Justiça.

foto divulgação SC
Prédio público é 'marcado' como centro de tortura em Porto Alegre

Porto Alegre é a primeira cidade brasileira a ter um prédio público marcado como centro de tortura durante a ditadura militar. Quem leu Operação Condor - O sequestro dos uruguaios, de Luiz Claudio Cunha, certamente não esquece que o mesmo local onde funciona o Palácio da Polícia tem na sua triste história um currículo de torturas e desrespeito aos direitos humanos.

Raul Ellwanger e Suzana Lisboa
O ato foi promovido pelo Comitê Carlos de Ré, que já havia marcado o prédio do dopinha, na Rua Santo Antônio. Adesivos foram colocados deste a calçada da Avenida João Pessoa por vítimas do golpe militar e autoridades como o ex-governador Olívio Dutra, o secretário de Segurança, Airton Michels e uma série de vereadores e deputados. Entre eles o último preso político, Antônio Losada. Os adesivos ingressam pelo prédio até checar ao cárcere onde a tortura era praticada, no térreo do prédio, onde funcionava o DOPS.

Leia mais no Blog do André Machado (Esquina Democrática)

Obras de arte – artistas reivindicam a regulamentação da Lei

foto divulgação SC
Buscar a regulamentação de lei municipal que prevê a instalação de obras de arte em prédios com área adensável igual ou superior a 2 mil metros quadrados foi pauta da reunião que a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) participou nesta terça-feira (26/6) na Secretaria Municipal do Planejamento (SPM), juntamente com artistas ligados a área.

A lei, apresentada pelo então vereador Raul Carrion (PC do B), foi aprovada pelo Legislativo porto-alegrense em 2007. ”Desde então o texto aguarda regulamentação, que deve ser feita pelo Executivo, mas que não cumpre”, revela a vereadora.

Em 2011, na sua gestão frente à presidência da Câmara Municipal, Sofia desenvolveu o projeto Arte Pública que realizava mensalmente passeios guiados a diversas obras públicas da cidade, com a participação de educadores, alunos da rede pública, artistas, pesquisadores e comunidade em geral.

foto vinicius vieira
Veja também:
28 de junho de 2011
Audiência Pública - Escultores defendem regulamentação de lei que prevê obras em grandes prédios

Algumas das visitas do projeto Arte Pública: 
Monumento aos Açorianos 
Monumento à Mãe e ao Bebê
Pegada Africana
Estrela Guia

terça-feira, 26 de junho de 2012

Poda de árvores em Praça gera revolta dos moradores

foto divulgação SC
Após quase quatro meses de trégua, os moradores que circundam a Praça João Paulo I, no bairro Santana, foram surpreendidos na manhã desta terça-feira (26/6) com o som das motoserras da Smam que recomeça a devastar as árvores da Praça.

Chamada pelos moradores, a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) registrou a poda de árvores aparentemente saudáveis e que continuam sendo cortadas pela Secretaria do Meio Ambiente de Porto Alegre, apesar da revolta e contrariedade dos moradores da região.

Em fevereiro Sofia e comunidade conseguiram interromper a ação da Smam, com o órgão se comprometendo de reunir-se com a comunidade para discutir um plano de podas das árvores. “Infelizmente nada aconteceu”, diz a vereadora.

Veja: 
09 de fevereiro 2012
Poda em Praça gera inconformidade entre os moradores

Estágios do PTE – Subsídios aos alunos precisam ser aumentados

foto angelisa silveira
Dando prosseguimento aos encaminhamentos do Grupo de Trabalho (GT) que propõe o repasse gradativo dos estágios de estudantes com deficiência para o Programa de Trabalho Educativo (PTE) da Secretaria Municipal de Educação (Smed), a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) esteve reunida nesta terça-feira (26/6) com a secretária municipal de Administração, Sonia Vaz Pinto.

A pauta da reunião, explica Sofia, foi o valor da Bolsa dos alunos estagiários do Programa de Trabalho Educativo, que está baixo e, além de ser uma reivindicação do GT, também é dos professores da Rede que deseja que os subsídios sejam revisados. “Desencadeamos o processo no governo municipal e iremos acompanhar”, disse a vereadora.

O Grupo é constituído por representantes do Programa de Trabalho Educativo (PTE), da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PPDs e PPAHs no RS (Faders) e da Câmara Municipal.

Implantado em 1996 na Smed, o PTE visa à inclusão de jovens com algum tipo de deficiência no mundo do trabalho.

Veja também: 
19 de junho de 2012
Inclusão na pauta do mandato

Moradores pedem a imediata paralisação da obra trincheira da Anita Garibaldi

foto divulgação SC
Presente na audiência pública que debateu a trincheira da rua Anita Garibaldi, projeto do Executivo Municipal atribuído à Copa 2014, a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) salienta que foi unânime a rejeição da obra pela comunidade do entorno da Anita. “O Governo precisa escutar”, enfatizou a vereadora.

Com o salão comunitário da Igreja Mont’Serrat inteiramente lotado na noite do dia 25/6 (segunda-feira) a reunião só foi possível ser realizada porque as associações de moradores da área, que inclui vários bairros da divisa entre as regiões 1 e 2 de Planejamento fizeram a convocação. Sofia lamentou a atitude da atual gestão da Câmara Municipal de Porto Alegre, que nem respondeu a solicitação da comunidade para realizar uma audiência pública na Casa Legislativa. “Conforme os moradores afirmaram no encontro, o pedido foi encaminhado em janeiro e não tiveram retorno. Isto é ilegal, pois a Lei Orgânica obriga”, destacou.

foto divulgação SC
Na audiência os moradores pediram a imediata paralisação da obra. “As pessoas querem menos carros e mais humanização, como afirmou um morador: investe este recurso todo em ônibus e percurso de bicicleta e a cidade fluirá”, informa Sofia. 

Saiba mais sobre a audiência pública no Blog Anita mais Verde.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Vetado projeto de Lei que cria o Fundo de Apoio ao Viaduto Otávio Rocha

foto site da arccov 
A maioria dos vereadores na Câmara Municipal manteve o veto do prefeito Fortunati ao projeto de lei complementar que previa a instituição do Fundo de Apoio e Fomento ao Viaduto Otávio Rocha como uma ferramenta de preservação, revitalização e humanização da área desse Viaduto.

Para a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) ficou clara a proposta do atual governo municipal “prefere privatizar”, salientou.

A Câmara Municipal de Porto Alegre, na sessão desta segunda-feira (25/6), manteve, por 14 votos a 12, o veto total ao projeto que previa que os recursos do Fundo fossem destinados a promover o Viaduto Otávio Rocha, mediante: a preservação e a reforma de sua infraestrutura; a capacitação de seus permissionários; e o desenvolvimento de ações de marketing e publicidade.

A proposta vetada é de autoria dos vereadores Sofia Cavedon (PT), Valter Nagelstein (PMDB) e Airto Ferronato (PSB). 

Fonte: Portal da CMPA

domingo, 24 de junho de 2012

Coisas do Coração: música, poesia, cartuns e reflexão nesta quarta

Nosso sarau sobre as Coisas do Coração é preparado coletivamente! A exposição O Coração pelo desenho dos cartunistas ilustrará o diálogo entre música, poesia e reflexão - com caldinho de feijão. Agendem-se para esta quarta-feira (27/6), às 19h,  no Café dos Cataventos, na Casa de Cultura Mario Quintana, convida a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA).

Eugênio, Santiago e os nossos grandes cartunistas da GRAFAR estarão em exposição na Casa de Cultura Mario Quintana, durante a semana de 25 a 30 deste mês dos namorados e em nosso Sarau, destaca Sofia. 

Que também terá a reflexão com a Dra Angela Lângaro Becker, da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA); a poesia com Luiz Coronel e Cláudia Gonçalves; a Música com André Neto, Ricardo Zimbabwe e Demétrio Xavier; e animação com a atriz e produtora cultural, Adriane Azevedo.
arte mario pepo

Villaverde Prefeito e Sofia Vereadora – Candidaturas foram homologadas neste domingo

foto divulgação PT
foto marta resing
As candidaturas de Adão Villaverde para a Prefeitura da Capital e da vereadora Sofia Cavedon para a Câmara Municipal foram homologadas neste domingo (24/6) no ato político do Partido dos Trabalhadores (PT), que contou com mais de mil participantes no encontro.

Veja matéria publicada no Blog do André Machado (Esquina Democrática)

Villaverde assume maior desafio do PT em Porto Alegre 

foto divulgação SC
Se era de força e militância que o candidato Adão Villaverde precisava para dar a arrancada na corrida pela Prefeitura de Porto Alegre, a convenção do Partido dos Trabalhadores na capital deu o impulso que precisava. Em um Teatro Dante Barone lotado, o PT reuniu aliados e seus principais líderes no Rio Grande do Sul para tentar uma virada na mais desfavorável eleição para a sigla na cidade desde que venceu em 1988 com Olívio Dutra. O alvo inicial ficou claro: a administração do ex-companheiro José Fortunati, hoje no PDT.

Lembrando os roteiros que fez pela capital, Villaverde disse ter percebido que as marcas das administrações da Frente Popular na cidade estavam"se apequenando". A crítica era em relação ao que chama de abandono de questões sociais, como a existência de 750 vilas irregulares em Porto Alegre. A culpa, conforme Villaverde, é das administrações de José Fortunati e José Fogaça.

foto divulgação SC
Quem também mirou no atual prefeito foi o presidente estadual do PT, Raul Pont, de quem Fortunati foi vice quando integrava o PT. "O atual prefeito é refém dos empresários de transportes e das grandes imobiliárias que desrespeitam a todo o momento o plano diretor", acusou ao atacar também a participação popular na atual administração. "É um marketing", afirmou. A possibilidade de crescimento de Villaverde foi destacada também pelo governador Tarso Genro. "No nosso presente está sintetizado todo o nosso passado e a possibilidade de resgatar no futuro o nosso trabalho de 16 anos", confia o governador.
foto divulgação SC

Ao som de "Onde o PT governa dá certo", a ministra dos Direitos Humanos Maria do Rosário foi a mestre-de-cerimônias. "Estou adorando fazer isto aqui", empolgou-se antes de chamar o presidente da Câmara dos Deputados Marco Maia para falar. Nos painéis que adornavam o teatro da Assembleia Legislativa o nome de Adão Villaverde virou Villa, como será usado na campanha. O famoso canto das campanhas de Lula ganhou nova letra com o "ole ole ole olá Villa Villa". E o jeito petista de fazer campanha. 

Todos ex-candidatos do PT em Porto Alegre participaram do ato. Desde os vitoriosos Olívio Dutra, Tarso Genro, Raul Pont e João Verle (vice do segundo mandato de Tarso) aos derrotados Clóvis Ilgenfritz (1985) e Maria do Rosário (2008). Dos líderes estaduais, apenas o senador Paulo Paim não esteve presente, mas enviou uma mensagem. Dirigentes do PTC, PV, PPL e PR - aliados na disputa. 

Sofia esteve com as educadoras populares e no Jardim do Verde

Durante o fim de semana a vereadora Sofia Cavedon participou de agendas importantes, que são levadas pelo seu mandato.

foto nani ribeiro
Na tarde do sábado (23/6), a vereadora esteve com as educadoras populares do bairro Glória. “Turma querida, essas mulheres sempre construtoras das lutas e vitórias do mandato. Um privilégio”, destaca Sofia.

foto divulgação SC

No domingo (24/6), à tarde, Sofia esteve reunida com a comunidade do Jardim do Verde, região nordeste da capital. Entre os problemas relatados pelos moradores estão a falta de médico no posto de saúde, a água que não chega em algumas casas e o ônibus lotado.

foto divulgação SC
“Único ônibus que atende o Jardim do Verde é o Passo Dorneles: sem horário, super lotado e nesta escuridão”, mostra Sofia que desde o ano passado vem checando o transporte coletivo de Porto Alegre.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Paraguay - Nosso repúdio a manobra política que atenta contra a democracia

"Esta noche salgo por la puerta más grande de la patria, 
por la puerta del corazón: Fernando Lugo"

PT manifesta apoio e solidariedade a 
Fernando Lugo e ao povo paraguaio 

O Partido dos Trabalhadores expressa seu total apoio ao companheiro Fernando Lugo, vítima de perseguição política por parte da oposição de direita no Paraguai, por meio de um processo de impeachment que sequer assegura o direito de defesa do Presidente e o devido processo legal, configurando-se claramente como uma tentativa de golpe de Estado. Condenamos de forma veemente esta manobra política que atenta contra a democracia no Continente.

Exortamos os setores políticos paraguaios a respeitar a ordem democrática e o protocolo adicional do Tratado Constitutivo da Unasul sobre compromisso com a democracia e seguimos com atenção a missão de chanceleres da Unasul, que se encontra em Assunção para acompanhar o processo.

Apoiamos a mobilização do povo paraguaio na preservação de seus direitos e avanços democráticos. Reiteramos nossa solidariedade a Fernando Lugo e às paraguaias e paraguaios que o elegeram soberanamente em busca de mudanças na condução de seu país.

Declaração final da Cúpula dos Povos

foto marcha mundial das mulheres
Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental em Defesa dos Bens Comuns, contra a Mercantilização da Vida 

Movimentos sociais e populares, sindicatos, povos e organizações da sociedade civil de todo o mundo presentes na Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental, vivenciaram nos acampamentos, nas mobilizações massivas, nos debates, a construção das convergências e alternativas, conscientes de que somos sujeitos de uma outra relação entre humanos e humanas e entre a humanidade e a natureza, assumindo o desafio urgente de frear a nova fase de recomposição do capitalismo e de construir, através de nossas lutas, novos paradigmas de sociedade.

Leia a declaração final da Cúpula dos Povos

Seduc está investindo na melhoria do espaço escolar

foto divulgação SC
Na tarde festa sexta-feira (22/6) a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA), integrante da Comissão de Educação da Câmara de Porto Alegre, prestigiou a palestra do secretário estadual de Educação, José Clovis de Azevedo, no seminário “Avaliando as políticas públicas de formação de professores no Brasil e no Rio Grande do Sul”.

Promovido pela Associação de Escolas Superiores de Formação de Profissionais do Ensino do Rio Grande do Sul (AESUFOPE/RS), o encontro aconteceu na Faculdade de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

José Clovis explicou que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está investindo na melhoria do espaço escolar, para criar um ambiente que dignifique a educação. Ele defendeu a qualificação da gestão escolar, através da nova lei que regula a eleição de diretores e o papel dos cursos de magistério de Ensino Médio. Ele também apresentou os eixos prioritários da Secretaria.

Sofia destaca também a recuperação física das escolas - 400 em processo de licitação – que atendem ao objetivo pedagógico e vai do refeitório até a necessidade de climatização, passando pelo aporte tecnológico até o ajardinamento.

Saiba mais no Portal da Seduc. 

Repúdio a sindicância da Smed

Nosso repúdio a sindicância da Smed que persegue trabalhadores que lutam pelos seus direitos. Mandato da vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA). 

CORES Simpa e Atempa debatem sindicância da Smed 

foto darlene silveira
Municipários debateram nesta sexta-feira (22/6) na sede do Simpa, estratégias para rebater a sindicância da Smed contra oito direções de escolas relativa à paralisação do dia 22 de maio. A partir de boatos, a instituição alega que os dirigentes teriam fechado a porta das escolas e deixado de atender à comunidade. Por isso, deseja imputar uma penalidade a eles. O Simpa e a Atempa estão apoiando os envolvidos através de sua assessoria jurídica, preparando uma defesa.

As escolas envolvidas são as EMEFs Alberto Pasqualini, Escola Porto Alegre (EPA), Judith Macedo de Araújo, Morro da Cruz, Migrantes, Nossa Senhora do Carmo e Wenceslau Fontoura (posteriormente retirada do processo) e a EMEI Camaquã.

Segundo a assessora jurídica das duas entidades, a advogada Izabel Carneiro, o enfoque da defesa será o cerceamento da liberdade sindical dos diretores e a gestão democrática da escola. “Os diretores foram eleitos pela comunidade escolar e têm todo o direito de se mobilizarem e participarem das assembleias e paralisações”, explicou.

Os presentes deliberaram alguns encaminhamentos. Entre eles estão:
- a defesa da gestão democrática como questão central;- quinta-feira (28/6), às 11h, em frente ao Paço Municipal, será realizado um ato e entregue um manifesto ao prefeito, em apoio às direções de escolas, solicitando o encerramento imediato da sindicância; 
- pedido de sindicância para apurar os fatos ocorridos com os pontos dos servidores (que teriam sido recolhidos) no dia da paralisação (22/5); 
- dia 29/6 será realizado um seminário, com entrega de documento denunciando os casos de assédio moral sofridos nas diversas secretarias da Prefeitura, às 8h, na Câmara Municipal de Porto Alegre.

Fonte: Portal da Atempa.

Recicladoras têm o apoio de Sofia

foto nani ribeiro
Enquanto há cozinhas modernas, com mobiliário completo de refeitório, fechadas como a da Voluntários da Pátria na Casa Brasil, as trabalhadoras deste galpão não tem onde almoçar! E a bela horta que havia ao lado foi interditada pelo esgoto que estourou e o poder público municipal não responde - em nenhum dos casos!” – Sofia Cavedon

A manifestação da vereadora ocorreu após a reunião realizada na manhã desta sexta-feira (22/6) com as recicladoras do Galpão de Reciclagem do Rubem Berta e Nelsa Nespolo, diretora de Economia Solidária da Secretaria da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa do RS.

Conforme Sofia no encontro ficou definida uma visita às experiências de Canoas e Novo Hamburgo; levar técnicos ao Galpão para reavaliar com eles os processos e disposição do espaço de trabalho; e buscar recursos para balança, esteira e refeitório.

Coisas do Coração no Sarau da Sofia

arte mario pepo

Obras da Copa - E as moradias das famílias?

foto katia marko
Avenida Tronco, duplicação de 4,5 km. 
Reassentamento das 1400 famílias, R$ 78.500.000 do governo federal. Já contratada.
Mas e as moradias das famílias? 

A vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) solicitou na audiência pública realizada nesta quinta-feira (21/6), na Câmara de Porto Alegre, de que antes de licitar o projeto, o mesmo seja apresentado aos moradores. A proposta teve a concordância do governo municipal, que está sendo cobrado pela falta de respeito e diálogo com os moradores sobre as obras da Copa e a mudança das famílias. 

 Audiência Pública - Remoção de famílias para obras da Copa preocupa comunidades 

A Câmara Municipal de Porto Alegre realizou nesta quinta-feira (21/6) Audiência Pública sobre o andamento das obras na cidade para a Copa do Mundo de 2014. Solicitada pela União das Associações de Moradores de Porto Alegre (Uampa), a reunião tratou de dúvidas das comunidades sobre a remoção de famílias para a execução das obras viárias. "A questão habitacional é a maior preocupação das pessoas que procuram a Uampa", disse o presidente da entidade, Sandro Chimendes.

Bônus baixo

foto mariana fontoura/cmpa
Valdir Bohn Gass, que preside o Comitê da Tronco/Cristal, manifestou preocupação com a especulação imobiliária na região. Ele teme que as pessoas que serão removidas não consigam permanecer na região. "Os preços dos imóveis subiram mais de 400% naquela área." Para ele, é preciso que entidades, associações e demais representantes das comunidades se unam para negociar com a Prefeitura garantias de reassentamento satisfatório às famílias removidas. Bohn Gass acredita que um dos pontos que pode ser negociado é o valor do bônus-moradia, hoje de R$ 52 mil, que ele considera baixo para que uma família possa adquirir uma casa na região.

A representante da Secretaria Especial da Copa (Secopa), Ana Pelini, concordou que o valor do bônus-moradia é limitado, mas observou que ele só vale para quem mora hoje em habitação cujo valor de mercado é inferior aos R$ 52 mil oferecidos pelo Município. "Quem hoje tem uma casa que vale R$ 90 mil, por exemplo, vai receber este valor, exceto se optar pela nova habitação que será fornecida pela Prefeitura." 

Veja matéria completa no Portal da CMPA.

Alunos são “empurrados” para dentro do ônibus

foto divulgação SC
De Olho no Transporte Coletivo - Linha Alimentadora A972 Jd Protásio Alves

“Muitas vezes temos que “empurrar” as crianças para dentro do ônibus”. A manifestação é de um grupo de Mães, que junto com a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA), pegaram em frente à Escola Estadual Mariz e Barros, localizada na Vila Safira – Zona Norte (Avenida Delegado Ely Correa Prado, 915), a Linha Alimentadora A972 Jd Protásio Alves/Volta. O registro da superlotação da linha foi realizado nesta quinta-feira (21/6), no final do dia.

Conforme Sofia a linha da Unibus, antiga VAP, circula dentro da Safira, no Jardim Protásio, atendendo as crianças que estudam na EE Mariz e Barros e EM Chico Mendes junto com a população que se queixa que é lotado e sujo. “As crianças chegam a sentar na janela para se acomodarem”, relata a vereadora.

A superlotação foi denunciada por várias Mães de alunos, que reivindicam a colocação de mais ônibus para a comunidade. “A Linha não suporta a demanda“, enfatizaram.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

CPI do Ronaldinho - 23 praças e parques abandonados e 6 milhões para um só projeto

foto arquivo digital
A Secretaria Municipal de Esportes (SME) abandonou nos últimos anos 23 praças e parques e tem piscinas fechadas por falta de recursos. Mas investe R$ 6 milhões no Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG)”. A comparação foi feita na manifestação da vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) na audiência da CPI do Ronaldinho, realizada na manhã desta quinta-feira (21/6), na Câmara de Porto Alegre, que ouviu o empresário Roberto de Assis Moreira, presidente do Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG).

Sofia considera escandaloso a Prefeitura investir tanto em apenas um projeto, enquanto a SME mal consegue atender mil pessoas no ano, devido aos parcos recursos que recebe. Ela recorda que, além disso, o Executivo ofereceu ao Instituto suportes de pessoal, alimentação e serviços. “Até os telefones eram públicos - números da Smed, que também cedeu coordenadoras e professoras para trabalhar no local, e mais equipamentos da Procempa foram instalados no IRG”, enfatiza a vereadora.

Do depoimento de Assis, Sofia destaca a afirmação de que todas as prestações de contas do Instituto Ronaldinho foram aprovadas pela prefeitura e que só dois anos depois as questionaram. “E os vereadores da base do governo acham que não precisa mais ter CPI” diz ela questionando “mas como vamos recuperar os recursos e os equipamentos se não investigarmos?”

Saiba mais no Portal da CMPA.