segunda-feira, 30 de abril de 2012

Obras da Prefeitura causam danos à comunidade da avenida Icaraí

foto divulgação
foto divulgação
Chamada por moradores da avenida Icaraí, zona Sul de Porto Alegre, a vereadora Sofia Cavedon (PT) esteve nesta segunda-feira (30/4) no local para ver de perto as casas atingidas pelo trabalho de uma máquina do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae). Segundo Sofia, a obra é do Programa Integrado Socioambiental (Pisa) e danificou duas residências, porque a Prefeitura mudou a rota das escavações no solo debaixo das casas, chamada de emissário subterrâneo. “O que não foi sequer avisado aos moradores”, denunciou. Por isso, a juíza Lílian Cristiane Siman, da 5ª Vara do Fórum Central, mandou embargar as obras, que estão paralisadas.

“A Prefeitura e a construtora erraram nos cálculos e nas previsões, e sua ação irresponsável poderia ter causado a morte de moradores que estavam no local no momento em que o pátio da casa de número 1512 afundou”, disse Sofia.

“Para evitar que fatos mais graves venham a ocorrer, defiro em parte a liminar para determinar a paralisação total das obras”, afirmou a juíza Lílian, na decisão em primeiro grau. Conforme ela, a Prefeitura tentou um despejo irregular com o objetivo de continuar as obras do Socioambiental, porém os moradores não aceitam as condições oferecidas, por não se tratar de uma remoção.

Uma audiência de conciliação entre as partes está marcada para o dia 3 de maio, às 13h15min.

Assista a manifestação da vereadora Sofia Cavedon na Tribuna da Câmara de Porto Alegre:

Reestruturação na carreira da PF é tema de reunião

A vice-presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal SINPECPF, Cleuza Menezes, reuniu-se com o deputado federal Ronaldo Zulke (PT/RS) e a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) durante a manhã da última quinta-feira (26), em Porto Alegre-RS, para discutir a situação do projeto de reestruturação da carreira administrativa da PF.

Zulke ficou intrigado com a demora das negociações no Ministério do Planejamento, tendo em vista que o projeto é de iniciativa do próprio governo. “Quero me reunir com o Planejamento para verificar o porquê disso”, garantiu o deputado.

A reunião foi intermediada pela vereadora porto alegrense Sofia Cavedon (PT), que se disse espantada por saber que uma instituição respeitada como a PF pudesse estar sofrendo com problemas como a terceirização irregular e o desvio de função de policiais. Ronaldo Zulke ouviu atentamente os relatos levados pela vice-presidente e solicitou quinze dias para poder sondar o Planejamento a respeito da questão. “Aí saberemos a opinião do Governo sobre o projeto”, avaliou.

Para a vice-presidente, a aproximação com parlamentares é importante porque eles têm maior acesso a quem detem poder decisório no Executivo. Ela espera agora se reunir com outro parlamentar gaúcho, o deputado Paulo Pimenta (PT/RS), escolhido relator da proposta de orçamento para 2013, para reforçar a importância de valorização da carreira administrativa da PF.

Fonte: SINPECPF

domingo, 29 de abril de 2012

Sofia participa de Encontro Nacional do PT

foto divulgação PT
A vereadora Sofia Cavedon, coordenadora da Setorial Estadual de Educação do PT/RS, participou neste final de semana (28/29), em Brasília, do Encontro Nacional das Setoriais do Partido dos Trabalhadores (PT).

Na reunião da Setorial Nacional de Educação, Sofia afirmou que “pela organização do Sistema Nacional Articulado de Educação é possível resolver o atendimento das crianças de 4 e 5 anos, se houver o regime de colaboração de fato”. Ela enfatizou ainda que, assim como o Piso Salarial é Lei e tem que ser cumprido, as carreiras também, “porque se não coibirmos as mudanças das carreiras, o Piso vai virar Teto e a Educação ficará na mesma”.

Francisco Chagas, secretário executivo adjunto do MEC, alertou no encontro para a necessidade de pressionar o Congresso Nacional para a aprovação do Plano Nacional da Educação. Nele já há, por exemplo, muito acordo com pelo menos 7% do PIB.

foto divulgação PT
Na mesa: ex-deputado Carlos Abicalil, secretário executivo adjunto do MEC Francisco Chagas, Ruana Nunes do MINC e Selma Rocha - coordenadora da CAED/Setorial Nacional de Educação - e representação de militantes petistas de todo o país discutindo a Educação Brasileira.

sábado, 28 de abril de 2012

Sarau aborda a adoção

foto mario pepo
foto mario pepo
O mandato da vereadora Sofia Cavedon (PT) realizou nesta sexta-feira (27/4), na CIA de Arte, o sarau “Bonecos e adoção: cultura e humanização”. O evento integrou a XXIV Semana de Teatros de Bonecos, realizada pelo Centro de Referência Teatro de Bonecos RS e pelo Sindicato dos Artistas e Técnicos de Espetáculos de Diversões do Rio grande do Sul (Sated/RS). O deputado estadual Adão Villaverde (PT) esteve presente.

Alessandra Gudolle falou sobre “Mitos e verdades sobre a adoção” e Maria Cristina da Costa abordou “A experiência da Casa Amarela no acolhimento institucional de crianças e adolescentes”. Sofia disse que há cinco vezes mais pessoas cadastradas para adotar do que crianças a serem adotadas. “O problema são os critérios”, afirmou.

Alessandra contou sua experiência pessoal. Mãe biológica de dois filhos autistas, de oito e quatro anos, ela sempre sonhou em adotar uma criança, mesmo antes de ser mãe pela primeira vez. “Existem vários tipos de gestações, uma delas é a do coração”. Hoje ela tem uma “filha de coração”, com quem mora junto, além de outros “filhos e afilhados espalhados pelo Brasil”. Alessandra faz parte de uma comunidade na rede social Orkut – “Eu quero adotar uma criança” – que aborda temas como motivação para a adoção, adoção de crianças especiais, entre outros. “Já ajudei várias crianças e jovens, que hoje estão adotados. A comunidade conta atualmente com mais de sete mil membros.

Maria Cristina contou que a Casa Amarela, casa de acolhimento, foi fundada em 2000 e abriga jovens de 12 a 19 anos. Ela e o marido Gilmar vinham notando que havia muitas crianças pequenas pelas ruas de Porto Alegre e ficaram preocupados. Um dia, cinco jovens dormiram em frente à sua casa. Foi o início da gestação da Casa Amarela. “Acolhemos os jovens por dois meses na nossa casa”, relembrou Cristina. Depois, vimos a necessidade de ter um espaço maior para eles. Então, fundaram a ONG Instituto Recriar.

Já passaram pela Casa Amarela mais de 60 jovens, sempre de 13 em 13. “Esse é o número ideal para uma convivência harmoniosa”, explicou Cristina. Eles têm acesso à cultura, à saúde física e mental, à aprendizagem, devido às parcerias e grupo de apoiadores. “A Casa funciona basicamente com doações”, diz.

O sarau contou ainda com música de Ubiratan Carlos Gomes, esquetes resultantes das oficinas do Centro de Referência do Teatro de Bonecos RS, e Grupo Camaleão, entre outros.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Acompanhando o OP

A vereadora Sofia Cavedon (PT) tem acompanhado as assembleias temáticas e regionais do Orçamento Participativo 2012
foto sofia cavedon
Na Cultura, Sofia destacou as intervenções de Vinícius Cáurio, presidente do Sated, que se manifestou pedindo respeito aos profissionais da Cultura, frente ao orçamento, que já foi de 2,5% das receitas, e hoje está em 0,97%. Lisete Bertotto, conselheira reeleita, que apelou pela ampliação do orçamento e pela criação de uma Comissão tripartite para avaliar locais, demandas de descentralização. Já Luciano Fernandes, presidente da Casa do Artista Rio-grandense, mostrou os desafios que a Casa encara e da responsabilidade de todos com os artistas que lá estão.

foto sofia cavedon
Na assembleia da Região Centro o debate foi acirrado. Demanda de moradia e de creche para os vendedores do camelódromo, foram as falas mais fortes! Conforme Sofia,a presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, Eliete da Rosa, reclamou do abandono das políticas de enfrentamento à miséria em Porto Alegre, da falta de alimento para os Núcleos de Fome Zero, e da falta de articulação da Prefeitura com o RS Mais Renda, programa do governo estadual. A presidente da Associação dos Moradores da Vila Sossego, Geneci Frolim, afirmou emocionada que há 17 anos lutam por moradia. “Dois projetos foram abandonados”, disse ela.

foto sofia cavedon
No encontro do OP da Saúde e Assistência Social, que superlotou o Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, com certeza, afirma Sofia, “porque em Porto Alegre quem adoece tem que varar as madrugada s para pegar uma ficha para ser atendido. Ouvi isto nesta sexta (20) na unidade do Sarandi, e hoje (24) na UBS São Miguel”. Renato Rodrigues falou pela SPAN (Sociedade Porto-alegrense de Auxílio aos Necessitados, lembrando o trabalho sério e caro que atende em tempo integral a mais de 100 idosos e recebe pouquíssimos recursos públicos.

Terceirizadas da Rede Municipal de Ensino terão apoio de seu sindicato

foto darlene silveira
As cooperativadas que atuam como terceirizadas da Cooperativa Rio-grandense (Cootrario) estiveram nesta quinta-feira (26/4) no sindicato que representa a categoria, o Seeac-RS (Sindicato Intermunicipal dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Rio Grande do Sul). Acompanhadas da vereadora Sofia Cavedon (PT), elas, que atuam nos serviços de cozinheiras, auxiliares de cozinha e de serviços gerais da Rede Municipal de Ensino (RME) de Porto Alegre, foram buscar dignidade nas relações trabalhistas que regem os seus contratos.

O presidente do sindicato, Dirceu de Quadros Saraiva, recebeu as trabalhadoras e esclareceu algumas dúvidas. Elas se queixaram que não estão recebendo insalubridade, têm problemas com atrasos de salário, receberam férias parceladas em três vezes, não receberam vale-transporte, sofrem desvio de função, têm horas descontadas apesar de apresentarem atestado médico, entre outras arbitrariedades.

Sofia disse ser importante as terceirizadas terem uma interlocução direta com o sindicato, pois a instituição tem instrumentos jurídicos para cobrar da Cootrario que cumpra com os direitos trabalhistas. A vereadora informou que no dia 14 de maio o sindicato tem audiência na Justiça Estadual do Trabalho e depois vai reunir com as cooperativadas. “É preciso que elas, a partir de agora, informem ao sindicato todas as irregularidades cometidas”.

O sindicato afirmou que a Secretaria Municipal de Educação (Smed) não está autorizando sua entrada nas escolas municipais. Sofia propôs que o órgão peça autorização por escrito da secretaria para poder ir às escolas e associar as trabalhadoras.

O Seeac-RS ficou de marcar uma reunião com a Cootrario para recuperar as horas descontadas indevidamente com a apresentação de atestado médico e garantir outros direitos. Pretendem levar uma comissão de trabalhadoras junto.

É hoje: Sarau na Cia de Arte

arte mario pepo

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Prorrogadas inscrições para o Pronatec até amanhã

foto marta resing
As inscrições para o Programa Nacional de Qualificação Profissional (Pronatec), do governo federal, foram prorrogadas até esta sexta-feira (27/4), mas somente no Sine Mauá (Av. Mauá, 1013), das 8h às 17h. Quem informa é a presidente da Frente Parlamentar de Combate à Fome e à Miséria da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereadora Sofia Cavedon (PT).

Segundo informações da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc), até o momento existem cerca de três mil inscritos, num universo de seis mil vagas. Dos três mil, aproximadamente mil confirmaram matrícula nas escolas do Senac e Senai, e 600 já iniciaram os cursos.

Sofia lamenta que haja tantas vagas sobrando. Conforme ela, se o município de Porto Alegre tivesse descentralizado as inscrições para os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), haveria mais inscritos. Ela também atribui à desinformação, a sobra de vagas. “As escolas municipais da Capital, por exemplo, não foram avisadas sobre as inscrições”.

Em visita nesta quinta-feira (26/4) à Escola Estadual de Ensino Fundamental Professor Olintho de Oliveira, na Cidade Baixa, funcionários queixaram-se à vereadora de não encontrar mais vagas para cursos de padeiro, confeiteiro e auxiliar de cozinha. “O que considero muito estranho”, disse Sofia.

Outro problema do Pronatec apontado por Sofia é a adequação dos cursos e turnos às necessidades das pessoas. A cozinheira da escola Olintho, Iara Jaqueline Wolf, reclamou que queria fazer cursos à noite, mas que só havia horário durante o dia.

Reunião na Câmara

Para fazer um balanço da situação do Pronatec e melhorar o oferecimento dos cursos, a Frente Parlamentar de Combate à Fome e à Miséria da Câmara Municipal de Porto Alegre vai se reunir dia quatro de maio, às 16h, na sala 302 da Casa Legislativa.

Avanços na destinação dos resíduos sólidos

foto marta resing
Em reunião realizada nesta quinta-feira (26), na Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), foi constituído um Grupo de Trabalho (GT) para estudar e propor as alterações necessárias na Lei 10.847/2010, que institui o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil de Porto Alegre.

O GT será constituído por representantes dos órgãos municipais (Smam, Smov, SPM. EPTC e DMLU), dos transportadores, da Central de Resíduos Ábaco, Ministério Público e Câmara de Vereadores.

Conforme os representantes que já compõem o Grupo de Trabalho (GT) de Resíduos da Construção Civil da Câmara de Porto Alegre, o secretário Luiz Fernando Záchia mostrou muito interesse em resolver o grave problema que a cidade está enfrentando com a falta de local para o descarte do resíduo misto da construção civil.

O próximo encontro do GT será na quinta-feira (03/05), às 9h, na sede da Smam (Avenida Carlos Gomes, 2.120).

Veja também: 
Resíduos da Construção Civil 

O fim da miséria em nossas mãos - Sofia Cavedon

Artigo publicado na edição desta quinta-feira (26) no jornal Zero Hora. 
foto tonico alvares/cmpa
Todo o dia tem informação de vagas para emprego. Agora quem busca o seguro-desemprego tem que fazer curso, porque procura-se profissionais. As grandes empresas assumem obras e dizem que importam trabalhadores por que, por mais que anunciem vagas, não aparecem candidatos...há pouco tempo, ao ler isto, alguém diria: não é no Brasil. Mas é.

E aí se olha para o outro lado, se veem adultos e jovens vagando, no subemprego, no famoso “bico”, nas drogas, abandonando a escola, sem perspectivas de alteração da condição de miséria e sem conseguir se inserir neste extraordinário momento de desenvolvimento. Poderíamos cair na constatação simplista: falta qualificação e logo, oferecendo-a, tudo aconteceria.

Nosso país, quando resolveu erradicar a miséria, percebeu que não bastava a oportunidade da formação e do emprego. Que a herança da profunda desigualdade social, das discriminações raciais, de gênero e sexualidade; da indignidade das condições materiais para a sobrevivência, da segregação territorial - a que foram submetidas gerações de filhos dos índios, dos negros escravizados, dos trabalhadores – constituíram uma distância destes com o novo momento do seu país, que vão exigir de nós ações de maior complexidade que estas.

Por compreender esta distância, o governo federal investe na primeira “ponte” para esta travessia que é a Bolsa Família, sua vinculação com a necessária frequência à escola e acompanhamento de saúde, para que desde a infância se reverta esta predeterminação histórica!

Mas era preciso buscar esta geração de jovens que abandonou a escola cedo, que encontra a degradação e a morte pelas drogas, pela violência, pelo subemprego. Aí nasceu o Pró-Jovem: recursos, formação acelerada, aproximação com o mundo do trabalho. Aqui, o RS Mais Renda vem reforçar o esforço dos jovens que chegaram ao Ensino Médio – e são muito poucos ainda - acrescentando recursos ao Bolsa Família, já em 2011. Fortalecendo e valorizando o movimento de qualificação, o programa contempla também quem entra em curso profissionalizante, ofertado aos milhares pelo governo federal através do Senac e do Senai.

A ampliação das vagas públicas, técnicas e universitárias, o Prouni, o Minha Casa Minha Vida, o Pró-Cultura, o SUAS – Sistema Único de Assistência Social - em estruturação pelo governo federal com os estados e cidades, que investe na reconstrução dos vínculos familiares e sociais - todos, instrumentos para a saída da miséria, para a participação de todos no novo Brasil - exigem que aconteça uma boa mediação nas cidades! É preciso ir ao encontro, informar, mobilizar e envolver para a mudança!

Nunca o Brasil se organizou e investiu tanto para ser um país rico de fato: sem miséria. Façamos a nossa parte!

Vereadora Sofia Cavedon (PT) 
Presidente da Frente Parlamentar de Combate à Fome e à Miséria na Câmara de Porto Alegre

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Vila São Miguel quer posto de saúde

foto sandra braz
foto sandra braz
A comunidade da Vila são Miguel, bairro Partenon, está lutando pela construção de um Posto de Saúde da Família (PSF) na rua Saibreira, pois utilizam a Unidade Básica de Saúde (UBS) São Miguel, que fica na Rua Tenente Ari Tarragô. Segundo a vereadora Sofia Cavedon (PT), que esteve no local, a equipe do posto possui apenas um clínico-geral, um ginecologista e um agente de saúde. A conselheira de saúde Silvia Maciel acompanhou a visita. Moradores da região disseram que existem apenas seis fichas por dia para o clínico-geral. “O povo tem que ir às três da manhã pra fila pra conseguir atendimento”, reclamaram.

De acordo com a vereadora, na comunidade há uma área que pode ser destinada para a construção de um PSF, que fica na rua Saibreira, em frente ao n° 75, ao lado da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dep. Marcírio Goulart Loureiro. “Tem também lugar para colocar a pracinha, que existe hoje lá. A comunidade tem um abaixo- assinado com mais de 1000 assinaturas”, explicou Sofia.

O local necessita de conservação e de alguns serviços, como: a escada da rua Saibreira, por onde várias pessoas sobem para ir para suas casas, fica totalmente às escuras, é necessário colocar iluminação pública; a praça necessita de uma boa limpeza, pois está com muito lixo acumulado e precisa de capina; o poste de luz que tem quatro lâmpadas, só duas estão acendendo; falta de tampa no bueiro; a Escolinha Atlético Saibrera, na rua de mesmo nome, precisa do deslocamento de um poste de luz que fica no meio do campinho.

Sofia recebe presidente da TVE

foto marta resing
A vereadora Sofia Cavedon (PT) recebeu nesta quarta-feira (25/4) o presidente da Fundação Cultural Piratini – Rádio e Televisão, Pedro Osório. Ele expôs as melhorias já conquistadas na Fundação e sugeriu uma parceria com Sofia para a obtenção de recursos com o objetivo de realizar a total digitalização da TVE e da Rádio FM Cultura. “Ele terá o meu total apoio”, disse a vereadora.

Terceirizadas da Rede Municipal de Educação vão ao Sindicato

Conquistas e entraves acompanham a luta das cooperativadas que atuam como terceirizadas da Cootrario nos serviços de cozinheiras, auxiliares de cozinha e de serviços gerais, da Rede Municipal de Ensino (RME) de Porto Alegre.

Em busca de dignidade nas relações trabalhistas que regem os seus contratos, elas partem pra para mais uma jornada. Desta vez será uma plenária com a presença da direção Sindical da categoria.

A reunião será nesta Quinta-feira – 26 de abril - às 18h, no Auditório do Sindicato - SEEAC RS- Rua Siqueira Campos, 1170 / 5º andar – Centro. Na pauta as históricas reivindicações de cumprimento das leis trabalhistas – desde 2007.

No MP reivindicam as cotas-partes

foto nani ribeiro
Em audiência nesta terça-feira (24), na Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público Estadual, a Comissão que representa as Terceirizadas reuniu-se com a promotora Martha Weiss Jung, juntamente com a vereadora Sofia Cavedon (PT) que acompanha a luta desde o início, elas reivindicaram o pagamento das cotas-partes a que tem direito.

Conforme Sofia, em toda a transição, quando passaram de cooperativadas para celetistas, foi acordado o pagamento das cotas-partes que era descontada mensalmente dos seus pró-labores. “Cerca de R$ 30,00 mês era a contribuição para a Cootrario”, ressalta a vereadora.

No MP a Comissão abriu processo visando o pagamento integral dessas cotas, referente ao período em que eram cooperativadas, tendo em vista que a Cooperativa de Trabalho Rio-grandense anunciou que não irá realizar o pagamento, justificando saldo negativo.

Veja também:
Comissão de Educação cancela reunião e terceirizadas(os) da RME continuam lutando

terça-feira, 24 de abril de 2012

Resíduos da Construção Civil

Vai aumentar o descarte clandestino
foto jonathan heckler/cmpa
Reunidos nesta terça-feira (24) o do Grupo de Trabalho (GT) de Resíduos da Construção Civil da Câmara Municipal de Porto Alegre enfatizou aos órgãos do governo municipal presentes no encontro, que a situação em Porto Alegre chegou ao limite.

Os integrantes do Grupo anunciaram que “se nada ocorrer até o final desta semana, os caçambeiros irão tomar as ruas de Porto Alegre exigindo do Prefeito uma imediata atitude". Na quinta-feira (26), às 11h, o Grupo tem reunião com o Secretário Municipal do Meio Ambiente, na sede da Smam (Avenida Carlos Gomes, 2.120).

Conforme o GT, se o Executivo Municipal não alterar urgentemente a Lei 10.847/2010, que institui o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil de Porto Alegre, determinando a origem do resíduo e a separação, gerenciando os resíduos e as obras sejam gerenciadas (duas caçambas, uma para as caliças e outra para materiais recicláveis), aumentará o descarte clandestino na Capital. O GT cobrou fortemente hoje dos órgãos governamentais, EPTC, Smam e Smic, uma solução para o problema, que poderá aumentar mais ainda.

foto divulgação SC
Segundo a vereadora Sofia Cavedon (PT), que participa do Grupo, a crise está crescendo, pois o único local que recebia os resíduos da construção civil misturados para reciclagem, era em Canoas, que, agora, aceita somente os entulhos já separados. “Esse era o único lugar que aceitava o descarte misturado, infelizmente fechou e, se o governo municipal não agilizar a regulamentação da Lei, Porto Alegre irá sofrer mais ainda com o descarte irregular”, salientou a vereadora.

Sofia lembra que a alternativa para destinação dos resíduos pode ser uma área privada localizada na zona Sul, mas que depende de ações da Prefeitura para ser implantada. Ela salienta que as consequências da falta de regulamentação da Lei, dos licenciamentos dos transportes de contêineres e de estacionamento, e de licença para áreas desenvolverem a atividade, é que continuarão a crescer na cidade os transportes irregulares e as áreas clandestinas de descarte.

Assista aqui vídeo mostrando foco de lixo da construção civil, que descarta irregularmente os resíduos sólidos na Vila Mato Sampaio, zona leste de Porto Alegre.

Municipários expõem problemas da cidade

foto darlene silveira
Os municipários realizaram nesta terça-feira (24/4) uma vigília em frente ao Paço Municipal de Porto Alegre, com exposição de fotos sobre a real situação da cidade e das condições de trabalho dos servidores. O objetivo foi fortalecer as negociações da categoria com o governo. A vereadora Sofia Cavedon (PT) esteve presente.

Sofia falou sobre a questão do IPE Saúde, que ainda não teve o seu convênio aprovado pela Prefeitura. “É uma falta de visão estratégica do fortalecimento do que é público”, disse. Ela abordou também a falta de condições dos trabalhadores em educação nas escolas, principalmente a questão da inclusão. “É preciso incluir sim, mas com condições de trabalho adequadas."

Quanto à questão salarial, a vereadora afirmou que a Prefeitura tem condições de oferecer os 15% de reajuste reivindicado. "Toda semana, o Executivo vem criando cargos em comissão. Por isso, tem recursos para dar um aumento digno para os municipários."

Sofia prestigia exposição de desenhos

foto darlene silveira
foto darlene silveira
A vereadora Sofia Cavedon (PT) prestigiou nesta segunda-feira (23/4) a Exposição de Desenhos de Eugênio Neves (o Corvo), que ocorre até o dia seis de maio na CIA de Arte (Andradas, 1780).  A técnica utilizada pelo artista é bico de pena.

A mostra integra a XXIV Semana de Teatro de Bonecos, promovida pelo Centro de Referência Teatro de Bonecos RS e pelo Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do RS (Sated/RS).

Monitoras de escolas apresentam reivindicações

foto darlene silveira
A vereadora Sofia Cavedon (PT) esteve nesta segunda-feira (23/4) reunida com monitoras da Rede Municipal de Ensino na Associação dos Trabalhadores em Educação do Município de Porto Alegre (Atempa). Elas constituíram uma comissão para debater as reivindicações da categoria e formular uma proposta a ser incluída na pauta geral do Simpa. Elas lutam por valorização profissional.

Durante a reunião, decidiram lutar principalmente pelo Padrão 7 – Ensino Médio para todos os monitores; pela valorização da formação; e integrar a questão das 30 horas, sem redução de salário.

Ficou acertado como encaminhamentos: uma reunião na Smed para apresentar a proposta para a secretária; plenária ampliada das monitoras, dia dois de maio, às 19h, na Câmara Municipal de Porto Alegre; participação no encontro do Conselho de Representantes (CR) da Atempa, dia quatro de maio, às 14h; participação na Assembleia do Simpa, dia 10 de maio, às 14h, no Centro de Eventos do Parque da Harmonia.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Funcriança - R$ 1,3 mi da Câmara começa a chegar as Entidades

Recursos economizados pela Câmara são repassados ao Funcriança
foto site funcriança-poa
Este ano, as entidades registradas no CMDCA de Porto Alegre que inscreveram projetos no Funcriança, receberão recursos financeiros provenientes da Câmara de Vereadores da Capital, que em uma ação inédita destinou em 2011, no final da gestão de Sofia Cavedon frente à presidência do Legislativo Municipal, R$ 1,3 milhão ao Fundo. Desses, R$ 800 mil vão para projetos nas entidades comunitárias que atendem crianças e adolescentes, e R$ 500 mil serão utilizados para reformas e readequações de 33 creches conveniadas com a Smed.

A doação contribuirá no aprimoramento do atendimento de mais de 500 projetos sociais cadastrados junto ao Fundo, beneficiando cerca de 20 mil crianças. “É importante dar condições para essas instituições, que hoje atuam de forma deficitária. Queremos que esta ação, que realizamos na Câmara da Capital, seja exemplo para os outros Legislativos e torne-se uma prática”, salientou Sofia.

A vereadora informa ainda, que relatos têm chegado dando conta da importância que a ação teve junto as entidades, como o da irmã Raquel Pena Pinto, coordenadora do Centro Social Antônio Gianeli, na zona Sul da cidade, que disse: “se todos os legislativos, como Senado Federal e Câmara dos Deputados, fizessem isso, muitas outras obras e programas poderíamos desenvolver apoiando mais ainda as crianças e adolescentes que necessitam.”

Os recursos financeiros do Funcriança serão distribuídos para os programas de Serviço de Apoio Socieducativo - Educação Infantil, Serviço de Apoio Socieducativo - SASE, Serviço de Apoio Socieducativo - PCDs, Serviço de Apoio Socieducativo - Trabalho Educativo, Serviço de Apoio Socieducativo - SARA e Acolhimento Institucional (exceto para os programas de acolhimento Institucional cujas gestões estejam vinculadas a FASC).

Pronatec – Últimas dias para inscrições

foto marta resing
Quarta-feira (25) é o último dia para as inscrições os cursos profissionalizantes gratuitos oferecidos pelo programa nacional, Pronatec. 

Sofia Cavedon (PT), presidente da Frente Parlamentar de Combate à Fome e à Miséria da Câmara de Porto Alegre, que tem divulgado a iniciativa nas comunidades e nas plenárias do Orçamento Participativo (OP), está preocupada com o baixo número de inscritos que havia até a semana que passou. 

Algumas informações: 

Inscrições abertas até o dia 25 de Abril – Quarta-feira

Locais para Inscrição:
• Sine Porto Alegre - Av. Mauá , 1013 - Das 8h às 17h
• Fasc - Av . Ipiranga, 310 - Das 8h30min às 19h30min
Atenção: Quem não está no Cadastro Único, pode fazer a inscrição somente na Fasc

Documentos necessários: 
• RG
• CPF
• Comprovante de endereço e da inscrição do Cadastro Único - NIS

Em Porto Alegre são 6 mil vagas para as áreas de: 
• Construção Civil: pedreiro / carpinteiro / eletricista / gesseiro / pintor
• Serviços: auxiliar administrativo / assistente de produção / operador de computador / recepcionista / mecânico / auxiliar de fiscalização ambiental / vendedor / operador de tratamento de águas e efluentes
• Indústria de Roupas: desenhista de moda / costureiro industrial do vestuário
• Indústria: soldador / operador de torno

Os cursos têm carga horária entre 160 e 400 horas e fornecimento de material didático, transporte e lanche, sendo financiados pelo Governo Federal e executados pelo Senai e Senac.

Pronatec - Criado no dia 26 de outubro de 2011 com a sanção da Lei nº 12.513/2011 pela Presidenta Dilma Rousseff, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) tem como objetivo principal expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) para a população.

Jardim do Verde conquista regularização da luz

foto sofia cavedon
Neste domingo, às 17h, a vereadora Sofia Cavedon (PT) participou da assembleia dos moradores do Jardim do Verde, região nordeste da capital. No encontro Sofia informou que a CEEE já está com o projeto pronto e inicia a regularização da luz em agosto.

“Uma conquista da comunidade” destaca a vereadora, que aproveitou a mobilização dos moradores que se preparam para levar as reivindicações para a assembleia do OP, e divulgou que esta é a última semana de inscrições para os cursos profissionalizantes gratuitos oferecidos pelo programa federal Pronatec.

domingo, 22 de abril de 2012

Sofia divulga sarau e prestigia teatro de bonecos

foto darlene silveira
A vereadora Sofia Cavedon (PT) esteve neste domingo (22/4) no Brique da Redenção divulgando o sarau “Bonecos e adoção: cultura e humanização”, que seu mandato realiza no dia 27 de abril, às 19h30min, na Cia de Arte (Andradas, 1789). A música é de Ubiratan Carlos Gomes, com esquetes resultantes das oficinas do Centro de Referência do Teatro de Bonecos RS, Grupo Camaleão, entre outros.

Haverá ainda um bate-papo com Alessandra Gudolle sobre “Mitos e verdades sobre a adoção”, e com Maria Cristina da Costa sobre “A experiência da Casa Amarela no acolhimento institucional de crianças e adolescentes”.

foto darlene silveira
A vereadora também prestigiou a XXIV Semana de Teatro de Bonecos, que ocorre de 22 a 28 de abril, em diferentes pontos da cidade, e da qual o sarau é integrante. A promoção é do Centro de Referência Teatro de Bonecos RS. Outras informações pelo telefone (51) 3228-1154.

Teatro de Bonecos em destaque esta Semana

foto sofia cavedon
A XXIV Semana de Teatro de Bonecos acontece de 22 a 28 de abril 2012, em Porto Alegre/RS. Espetáculos, exposições, esquetes, festeneco, são algumas das atrações desta edição.

Todas as atividades são gratuitas e acontecem em diferentes locais.

Confira a programação:
· 22/04 às 11 horas, no Brique da Redenção em frente à Igreja Santa Teresinha. . Cortejo de Bonecos Gigantes o Dragão do Ateliê Nunes e Gigantes pela Própria Natureza, esquetes: Bonecrônicas com Anima Sonho, Circo Rapadura de Caca Sena e Oficina Brincando com Fantoches com Eduardo Toledo.

· 23/04 - Abertura às 20h, na Cia de Arte - Rua dos Andradas, 1780.
. Exposição: “Somos Todos Bonecos II” de Eugenio Neves. A exposição segue até dia 14 de maio de 2012.

· 24/04 às 20h, na Cia de Arte - Rua dos Andradas, 1780.
. Exposição: Fotografias “Bonecos” - Ana Teresa Pereira Neto. Acervo CRTB-RS A exposição segue até dia 14 de maio de 2012.
.”Vídeos de Animação” Ateliê Nunes.

· 25/04 às 16h, Atelier do Bonde - Av. Otto Niemeyer, 1173.
. A Divina Comedia com Bonecos de Pau.
. Mesa Redonda 20h na Cia de Arte - Rua dos Andradas, 1780. “O PROFISSIONAL BONEQUEIRO” SATED-RS, AGTB/ABTB

· 26/04 às 20h, na Cia de Arte - Rua dos Andradas, 1780.
. Encontros Poéticos “O Tempo” Elenco: Priscila Meira, Robson Serafini e Roger Lisboa - duração: 45min. Indicação: jovens e adultos

· 27/04 às 20h, na Cia de Arte - Rua dos Andradas, 1780.
. “Sarau Bonecos e Adoção, Cultura e Humanização” Sofia Cavedon - Esquete com o grupo Grupo Camaleão Participação especial- Ubiratan Carlos Gomes- Moda de Viola .
. Mostra da Oficina modulo I do Centro de Referencia Teatro de Bonecos do RS.

· 28/04 às 22h, na Casa de Teatro Café Bertoldo - Rua Garibaldi, 853.
. FESTENECO Festa de confraternização com palco aberto - DJs: Fred Restori E Lúcifer

A XXIV Semana de Teatro de Bonecos é uma realização Centro de Referencia do Teatro de Bonecos do RS e SATED/RS.

Produção: Graziela Saraiva, Maura Sobrosa, Iuri Wander, Marco Fronckowiak e Ubiratan Carlos Gomes com apoio do Governo do Rio Grande do Sul, Pro Cultura /FAC, Cia de Arte, Casa de Teatro de Porto Alegre, e todos os grupos do movimento bonequeiro do RS.

Fonte: Site Famaliá 

Plenária Geral do PT-PoA

O Partido dos Trabalhadores de Porto Alegre realiza nesta quinta-feira (26),a sua Plenária Geral.

O encontro será às 18h30min, no Ritter Hotel - Largo Vespasiano J Veppo, 55 (Em frente a Rodoviária). Na pauta a preparação de nosso partido na capital para os embates políticos deste ano.

 Debate na Zonal 160

E na quarta-feira (25), a Zonal 160 promove o 1º debate do "Ciclo de Debates pré-eleitorais, tendo como temática a "Conjuntura Estadual e os desafios para Porto Alegre". Com a presença do secretário chefe de Gabinete do Governador, Vinicius Wu e o deputado estadual, Valdeci Oliveira como debatedores.

sábado, 21 de abril de 2012

RS Mais Igual - Governo gaúcho investe nas pessoas que mais precisam do Estado

foto caroline bicocchi/piratini
A vereadora Sofia Cavedon (PT) participou neste sábado (21) do lançamento do programa estadual RS Mais Igual, realizado no Centro Humanístico Vida, zona Norte da Capital. O projeto transfere renda do Estado para famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família e promoverá ações de transferência de renda, ampliação do acesso aos serviços públicos e geração de oportunidades à população que vive em situação de vulnerabilidade econômica e social. Ao todo, 150 municípios já aderiram ao programa, que está integrado ao Plano Brasil Sem Miséria, do governo federal.

No ato o governador Tarso Genro disse que o RS Mais Renda integrado com o Bolsa Família é a porta de saída da miséria absoluta no Estado, porque dá às pessoas uma chance de disputar uma colocação no mercado de trabalho nas diversas oportunidades que o País hoje oferece.

Para Sofia, que está empenhada em divulgar as inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos do Pronatec, que encerram nesta quarta-feira (25), “esse é mais um movimento para capacitar as pessoas e proporcionar-lhes melhores condições de inserção no mercado de trabalho”.

Saiba mais... 
- Projeto transfere renda do Estado para famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família
- Pronatec – Em Porto Alegre apenas 900 inscritos até o momento

Professoras em Bibliotecas e o retorno da Smed


Preocupante. Assim a vereadora Sofia Cavedon (PT) definiu o retorno da Smed, referente à reivindicação das professoras municipais que trabalham em bibliotecas de escolas, que lutam lutando pela equiparação da função com a de magistério, a fim de também poderem ser beneficiadas com a aposentadoria especial da categoria.

Sofia informa que também solicitará agenda com a presidência do Previmpa para, junto com a Comissão, buscar mais informações sobre a possibilidade da inclusão da demanda das professoras em Biblioteca na Instrução Normativa 01/2011, que estabelece quais funções são contempladas pela aposentadoria especial.

O retorno da Smed: 

Vereadora Sofia:
Não comuniquei oficialmente, pois o parecer da Procuradoria Geral do Município (PGM) foi pela não aceitação da aposentadoria especial, mas sugerem que consultemos o Previmpa. A secretária adjunta e diretora de Recursos Humanos da Secretaria, Zuleica Beltrame, fará reunião na semana que vem para esclarecer. Temos entendimento que é possível sim, mas precisamos ouvi-los.
Att. Cleci Jurach, Secretária Municipal de Educação

Veja também:

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Câmara na Comunidade agora é Câmara nos Bairros

Promotora da iniciativa, desenvolvida na sua gestão em 2011 quando presidente da Câmara de Vereadores da Capital, Sofia Cavedon (PT) tem participado da segunda edição do projeto antes conhecido como Câmara na Comunidade, agora denominado Câmara nos Bairros.

Nesta sexta-feira (20) a vereadora acompanhou as visitas realizadas nas vilas Nossa Senhora Aparecida, Chimarrão, Santa Rosa – Jardim Por do Sol, e Elizabete - Brasília, nos bairros Sarandi e Rubem Berta.
foto nani ribeiro
No Beco Recanto do Chimarrão, localizado nas proximidades da Escola Infantil Trenzinho da Alegria, os moradores mostraram aos vereadores as suas residências danificadas devido alagamentos. “Lixo e falta de limpeza do arroio provocam alagamento dentro das casas”, confirma Sofia.

foto nani ribeiro
Nas vilas Minuano e Leão, atingidas seguidamente e seriamente pelos alagamentos causados por obras do DEP, e falta de limpeza e desassoriamento do Arroio Sarandi, "a comunidade apresentou sua revolta com a situação", afirma a vereadora.

foto nani ribeiro
Já no Posto de Saúde do Sarandi, Sofia confirmou as denúncias de que só uma médica, clínica geral, atende no local. "E o Posto já teve até dois ginecologistas", lembra a vereadora.


Com informações da Assessoria de Imprensa da CMPA.

CPI do Instituto Ronaldinho

foto tatiana feldens/PT-PoA
A vereadora Sofia Cavedon não é integrante da CPI do Instituto Ronaldinho, instalada nesta quinta-feira (19)na Câmara Municipal de Porto Alegre, mas acompanhará de perto os trabalhos da Comissão, que é presidida pelo vereador Mauro Pinheiro (PT).

No primeiro dia de trabalho, a CPI iniciou discutindo a convocação do Roberto Assis Moreira, representante do Instituto, empresário e irmão de Ronaldinho. Conforme Sofia, “vereadores da base do Governo tentam ganhar tempo divergindo sobre a ocupação dos cargos na Comissão”.

Saiba mais...

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Vereadora na Comunidade

foto josina marcolino
Durante a semana a vereadora Sofia Cavedon (PT) visitou as comunidades do Condomínio Costa e Silva e Vila Hípica, esta na zona Sul da cidade.

Costa e Silva 
Em reunião com representantes dos moradores, a vereadora Sofia Cavedon (PT) celebrou o compromisso assumido pelo governo do Estado, que através do programa Território da Paz, irá investir no local. “A ideia é construir em parceria, um posto de saúde, uma creche e o centro comunitário”, destaca a vereadora.

Sofia irá intermediar agenda entre a comunidade e o secretário estadual de Segurança Pública, Airton Michels.

Hípica 
Na Vila Hípica Sofia comemorou, enfim, o início das obras de urbanização que construirá 35 novas casas no local. “A comunidade também conquistou a construção da creche, Sase e sede para a Associação dos Moradores”, enfatiza a vereadora.

Pronatec
Nas duas comunidades Sofia também divulgou os cursos gratuitos oferecidos pelo Pronatec.

Veja:
Pronatec – Em Porto Alegre apenas 900 inscritos até o momento

MP solicita que Prefeitura trace ruas do Morro Santa Teresa

foto divulgação MP
A vereadora Sofia Cavedon (PT) foi recebida nesta quinta-feira (19/4) pelo promotor de justiça da Promotoria de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público do RS, Luciano Brasil. Sofia expôs o problema da falta de regularização do serviço de energia elétrica para as cerca de 1.500 famílias que moram nas vilas Gaúcha, Ecológica, Prisma e Padre Cacique, do Morro Santa Teresa. Brasil determinou que a Prefeitura de Porto Alegre trace diretrizes para o arruamento da área, visando à instalação de postes pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), para o fornecimento regular do serviço.

A representante da comunidade, Zaida Silva da Silva, relatou sobre os problemas nos postes de luz, que estão com sérios riscos de incêndio. “Existem muitos galhos se emaranhando nos fios”, disse.

Sofia solicitou ainda ao promotor que informe o processo de regularização à Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase).

Sofia prestigia posse dos vereadores mirins

foto elson sempé pedroso/cmpa
A vereadora Sofia Cavedon (PT) prestigiou nesta quinta-feira (19/4) a Posse dos Vereadores Mirins, um projeto da seção de Memorial da Câmara Municipal de Porto Alegre (CMPA) e do Colégio Israelita. Sofia informou que são alunos do 1º ao 5º anos e que já acompanha a proposta há cinco anos. “Eles fazem o processo eleitoral no colégio e tomam posse na Câmara. A coordenação é do professor Ricardo Fortes”.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

20 anos da Orquestra Villa-Lobos


A vereadora Sofia Cavedon (PT), integrante da Comissão de Educação e Cultura da Câmara de Porto Alegre, prestigiou na noite de domingo (15), a comemoração dos 20 anos da Orquestra Villa-Lobos que realizou um concerto no Teatro CIEE.

O espetáculo iniciou com a projeção de filme enfocando a história da orquestra e depoimentos de estudantes, professores, ex-alunos e autoridades, ressaltando a importância do trabalho desenvolvido com dedicação à educação musical.

A regente e coordenadora é a professora Cecília Rheingantz Silveira, idealizadora do projeto, que hoje atende a mais de 500 crianças e jovens, em sete locais da Lomba do Pinheiro, periferia da Capital.

Iniciado como orquestra de flautas doces, o grupo tomou forma em 2003, quando Sofia Cavedon era a secretária da Smed, tendo o seu projeto ampliado e mais instrumentos foram adquiridos. Também nesse ano o programa implantou as Oficinas de Música, que atualmente presta gratuitamente mais de 850 atendimentos por semana a partir dos 4 anos de idade em 70 turmas distribuídas em aulas de musicalização infantil. A iniciativa, mantida pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), tem a parceria de ONGs e associações.

Prêmios e CDs – Com mais de 850 concertos realizados, para público superior a 220 mil pessoas, a Orquestra Villa-Lobos já recebeu premiações importantes como o Prêmio Artístico Lupicínio Rodrigues, da Câmara de Vereadores de Porto Alegre; o troféu de Defesa de Direitos Humanos no Rio Grande do Sul, pela Unesco/Assembléia Legislativa/Fundação Maurício Sobrinho; e a certificação do Ministério da Cultura, com o selo Prêmio Cultura Viva. Além disso, possui dois CDs gravados: O Trenzinho Caipira (2002) e Olhos Coloridos (2008).

Conheça mais a história da Orquestra Villa-Lobos acessando aqui

Com informações do site da PMPA.

Monitores da RME vão construir propostas para o Plano de Carreira

Eles lutam por valorização e formação profissional
foto darlene silveira
Reunidos nesta terça-feira (17/4), na Câmara de Municipal de Porto Alegre, monitores da Rede Municipal de Ensino (RME) da Capital gaúcha decidiram constituir uma comissão para debater as reivindicações da categoria e formular uma proposta a ser incluída na pauta geral do Simpa. Eles vão lutar, principalmente, pela progressão por nível de escolaridade (progressão vertical) e pela mudança para o Padrão 7, demandas que já constam da pauta específica da educação. Querem também uma descrição mais atual do cargo, como apoio escolar, uma vez que lidam diretamente com os alunos. O encontro contou com a presença de representantes da Associação dos Trabalhadores em Educação do Município de Porto Alegre (Atempa).

Segundo a diretora-geral da Atempa, Isabel Medeiros, existem atualmente 399 monitores. Os dados, de 2010, são da Secretaria Municipal de Educação (Smed). “Desses, apenas uma profissional possui o ensino fundamental incompleto. A grande maioria já tem o ensino médio, e alguns até nível superior. Por isso, é justo que aumentem de padrão”, disse Isabel.

foto darlene silveira
Conforme a vereadora Sofia Cavedon (PT), este é um bom momento de se conseguir os avanços desejados, porque os municipários estão em mobilização salarial. “E a política de formação para a educação infantil do governo federal é uma ótima justificativa para a valorização dos monitores”, argumentou.

Sofia afirmou que esse grupo de trabalhadores é o que garante a maior parte do atendimento das crianças de zero a seis anos e realiza um trabalho pedagógico integrado ao professor. “Eles têm buscado qualificar-se, mas não têm tido retorno, nem incentivo”.

Encaminhamentos da reunião: 

- a Atempa fará um ato com as monitoras e entregará um documento com suas reivindicações para a secretária Cleci Jurach;

- dia 23/4 – às 17h30min, na Atempa, reunião da comissão;

- dia 24/4 – às 9h – participação do ato do Simpa no Paço Municipal

- 2/5 – às 19h – plenária ampliada no Plenarinho da Câmara

Prêmio Agente Jovem de Cultura - Inscrições prorrogadas até 30 de abril

O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Cidadania Cultural, prorrogou o prazo de inscrições no edital Prêmio Agente Jovem de Cultura: Diálogos e Ações Interculturais, para o dia 30 de Abril.

Com esse edital, o MinC vai conceder 500 prêmios para iniciativas culturais, já realizadas e concluídas, propostas por jovens agentes culturais, entre 15 e 29 anos, no valor bruto de 9 mil reais, pagos para cada iniciativa contemplada. As inscrições para a premiação foram abertas no dia 15 de dezembro de 2011.

Tire suas dúvidas pelo email agentejovem@cultura.gov.br ou pelo telefone 61-2024.2960.

Prêmio Agente Jovem 
O Agente Jovem de Cultura vai reconhecer 500 jovens entre 15 e 29 anos, em todo o Brasil, que atuam e trabalham em suas comunidades com ações culturais nas categorias de comunicação, articulação e mobilização cultural; cultura e tecnologia; pesquisa, acervo e diálogos intergeracionais; formação cultural; produção e expressão artística e cultural; intercâmbios e encontros culturais; cultura e sustentabilidade.

De acordo com o edital do Prêmio, lançado no dia 12 de dezembro, durante a 2ª Conferência Nacional de Juventude, podem participar brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros que residam no país há mais de três anos. Ao todo, serão investidos R$ 5 milhões para concessão de prêmios de R$ 9 mil para cada iniciativa selecionada.

A iniciativa é desenvolvida pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Cidadania Cultural, em parceria com a Secretaria Nacional de Juventude, vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República, e dos Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Agrário.

Conforme o MinC esse prêmio é o primeiro passo de um processo de ação mais ampla e permanente, que vai envolver trabalhos de fortalecimento da formação do agente jovem de cultura, incluindo bolsas de formação, em parceria, também, com o Ministério da Educação.

Saiba mais sobre o Prêmio e acesse aqui o edital.

Fonte: Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura (SCC/MinC)

Participação no Polêmica

foto vanessa schneider/Rd Gaucha
Nesta quarta-feira (18) a vereadora Sofia Cavedon participou do programa Polêmica, da Rádio Gaúcha. O debate abordou o tema: Dilma endurece em Brasília. Cristina compra briga na Argentina. As mulheres no poder são mais intransigentes ou não é uma questão de gênero? 

 O resultado da enquete do programa foi:
Mulheres no poder são mais intransigentes:  71%
Não é uma questão de gênero: 29%

Para Sofia o interesse público justifica a firmeza e até decisões controversas de Dilma e Cristina Kirchner. “Trata-se da soberania nacional”, destacou.

Participaram do debate o economista da FEE e professor de Economia Internacional da Ufrgs, Luiz Augusto Estrella Faria; a soordenadora do gabinete de articulação institucional da prefeitura de Porto Alegre, Ana Pellini e a defensora geral do Estado, advogada Maria de Fátima Záchia Paludo.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Escassos recursos aplicados na Cultura

foto jonathan heckler/cmpa
Na Administração Popular o orçamento para a Cultura chegou a 2,05%. Hoje o governo municipal aplica somente 0,97% e sequer adesão aos Pontos de Cultura a prefeitura fez!” – Sofia Cavedon

MinC mostra na Cece o Sistema Nacional de Cultura 

O Ministério da Cultura (MinC) apresentou nesta terça-feira (17/4) aos vereadores da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre em sua primeira pauta, o Sistema Nacional de Cultura (SNC), desenvolvido pelo governo federal. Conforme a representante para a região sul do MinC, Margarete Moraes, o governo tem trabalhado pela descentralização da cultura nacional e o SNC é o meio utilizado para divulgar a vasta diversidade cultural do país. "O RS acessa hoje apenas 4,5% dos recursos disponibilizados pelo ministério", lamentou Margarete.

Prefeitura
A representante do MinC explicou que Porto Alegre, na gestão do prefeito José Fortunati, assinou convênio com o SNC. Ela espera que, em breve, o Executivo municipal envie para a Câmara projeto de lei criando o Plano Municipal da Cultura, uma exigência para que o município possa integrar o sistema nacional. Conforme Margarete, ao aceitar os termos do convênio, o município se compromete a destinar pelo menos 1% de seu orçamento para a cultura. "Ampliar o acesso a cultura, portanto, é um trabalho de duas faces."

Conselho
O presidente do Conselho Municipal de Cultura, Paulo Guimarães, elogiou os esforços do MinC para ampliação do acesso à cultura. Disse que o órgão que preside é parceiro nas iniciativas governamentais, independente do partido que estiver no poder. Observou, porém, que o Conselho não abre mão de ser ouvido quando da elaboração de qualquer lei envolvendo a cultura. No caso do Plano Municipal da Cultura, explicou que o CMC está presente no grupo que elabora a proposta a ser encaminhada pela Prefeitura à Câmara. "Pedimos aos vereadores que não esqueçam que há um Conselho Municipal de Cultura em Porto Alegre", salientou Guimarães.

Vereadores 
Os vereadores da Comissão elogiaram o trabalho do MinC em favor da cultura, mas concordaram que os recursos destinados à área, em qualquer esfera de poder, ainda são escassos.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CMPA